base
fios
fios
Cupins

Existe mais de 2.000 diferentes espécies
de cupins, sendo a maioria benéfica ao
meio ambiente, sendo comumente locais
de clima tropical e temperado.

Possuem forma alada, olhos atrofiados
e seu aparelho bucal mastigador bem
desenvolvido. De tamanho variado
apresentam metamorfose gradual.

Seres eussociais vivem em colônias organizadas
por sistemas de castas divididos em soldados,
operários, imagos, larvas, ninfas,
reprodutores e neotênicos.

O cupim é tido como uma praga urbana
de grande importância econômica,
pois se alimenta principalmente de celulose,
atacando papeis, livros e estruturas de madeira.

As principais espécies consideradas pragas urbanas são:

Cupim de Madeira Seca
Como próprio nome diz, atacam madeiras
com baixo teor de umidade, não constroem
ninhos e alimentam-se exclusivamente de
madeira. Estão limitados ao local de infestação
podendo passar para outra madeira apenas
se estiver em contato com a de origem.

Principais pontos de infestação são:
batentes de portas e janelas, moveis e
armários embutidos, rodapés e forros
de madeira.

Cupim Subterrâneo: É a espécie que
causa maior prejuízo no mundo.

Seus ninhos são volumosos e construídos
geralmente no solo ou vãos existentes
nas estruturas.

Transitam livremente estando ou não
em contato com madeira, construindo
túneis de 30 a 50 metros.

Geralmente a infestação dá-se em locais como: porões, paredes e lajes duplas, frestas em construções, caixas de eletricidade e etc.

Cupim Arborícola: Espécie mais fácil
de identificar ataca todos os tipos
de madeira transitando livremente por
trilhas externas, visíveis.

Seu ninho geralmente é construído apoiado
em árvores, contudo habitam também postes,
cercas, muros, forros de gesso e etc.

Livre-se dos Cupins
com a Hidrojax Servišos.
box
Desenvolvido por: Claudio Gomes